generic cialis 20mg
canadian online pharmacy rx
canadian online pharmacy lowest prices
canadian online pharmacy no prescription needed

Directório Associados

Conheça aqui os Associados da APISOLAR, as suas áreas de actuação, localização e contactos.

Consultar directório

Novo Associado

Faixa publicitária

Últimas Notícias

Versão para impressão
PDF

Indústria Nacional espera estabilização nos 55 mil m2

Os dados mais recentes da Apisolar relativos ao mercado solar térmico confirmam a queda de 4% em Portugal no ano passado. Em 2015, tudo aponta para uma estabilização da nova área instalada entre os 50 mil e 60 mil m2.

Os dados fechados em finais de Fevereiro da Apisolar - Associação Portuguesa da Indústria Solar confirmam que 2014 foi mais um ano de contracção para o mercado solar térmico português. A queda mantém-se, embora mais moderada do que os 7% avançados pela associação em finais do ano passado. As novas instalações corresponderam a 55 mil m2, ou seja, menos 4% do que em 2013. Como expectativa para este ano, o vice-presidente para o solar térmico da Apisolar, Victor Júlio, antevê uma "estabilidade em torno dos 50 mil a 60 mil m2, apontando a associação para os 55 mil.

Fonte: Edifícios e Energia

Versão para impressão
PDF

Autoconsumo já em vigor, mas pouco

O sector aguarda o lançamento da plataforma electrónica de registo para que o autoconsumo possa, finalmente, arrancar do papel e dar uma nova dinâmica ao mercado do fotovoltaico nacional. Em paralelo, a tutela prepara os primeiros concursos ao abrigo do novo quadro comunitário, nos quais o autoconsumo será elegível a co-financiamento, desde que inserido em projectos mais abrangentes de eficiência energética.

A entrada em vigor foi feita, oficialmente, em Janeiro, mas a verdade é que o Decreto-Lei que regula o autoconsumo ainda não tem condições para passar à prática. Do lado do Governo, faltam regulamentos técnicos e, sobretudo, o portal de registo que permite a inscrição de unidades de produção para o autoconsumo (UPAC). Do lado do mercado, falta adaptação a um novo conceito de energia, a novas regras para a mini e microprodução - agora fundidas no regime de pequena produção distribuída - e a novas regras de financiamento comunitário para o quadro 2014-2020.

O sector fotovoltaico está a mudar, mas os impactos apenas serão visíveis daqui a uns anos, antecipam as associações nacionais.

Fonte: Edifícios e Energia

Versão para impressão
PDF

PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos

PRO_SEURO PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, criado através da Decisão de Execução da Comissão Europeia em 16 de dezembro de 2014, surge como um dos 16 programas criados para a operacionalização da Estratégia Portugal 2020 (um acordo de parceria estabelecido entre Portugal e a Comissão Europeia que reúne a atuação dos 5 Fundos Europeus Estruturais e de Investimento - FEDER, Fundo de Coesão, FSE, FEADER e FEAMP - no qual se definem os princípios de programação que consagram a política de desenvolvimento económico, social e territorial para promover, em Portugal, entre 2014 e 2020).

Neste âmbito, Portugal vai receber 25 mil milhões de euros até 2020 e para tal definiu os Objetivos Temáticos para estimular o crescimento e a criação de Emprego, as intervenções necessárias para os concretizar e as realizações e os resultados esperados com estes financiamentos.

Fonte: PO SEUR

          FEE_-_Lista_de_empresas_Solar_Trmico

Sondagem APISOLAR

Deixe-nos a sua opinião sobre o novo site
 

Contacte -nos

APISOLAR - Associação Portuguesa da Indústria Solar

APISolar | CoworkLisboa
LxFactory
Rua Rodrigues Faria, nº 103
Edifício I, 4º piso
1300-501 Lisboa


GPS (38.702160, -9.178188)


Tel.: (+351) 218 053 890
Tlm.: (+351) 961 853 071

Email: apisolar@apisolar.pt